Manaus, 21/05/2022

Cidade

Amazonas Se Prepara Para O Segundo Lockdown

Comércio e atividades consideradas não essenciais fecham as portas durante lockdown no Distrito Federal.
Comércio e atividades consideradas não essenciais fecham as portas durante lockdown no Distrito Federal.
16/01/2022 09h56

As pessoas ainda tem dúvidas sobre essa palavra de origem inglesa, o que é lockdown? Um lockdown, ou, em português, bloqueio total ou confinamento, é um protocolo de isolamento que geralmente impede o movimento de pessoas ou cargas. Os lockdowns também podem ser usados para proteger pessoas ou, por exemplo, um sistema de computação de uma ameaça ou outro evento externo. Feita essa explanação, o governo do Amazonas se prepara para fechar tudo outra vez, não apenas fechar como restringir a saída de casa dos cidadãos amazonenses. O surto de covid-19, influenza e gripe são as causas que estão sendo impostas ao governador Wilson Lima. A situação é extremamente grave, 67 % dos leitos de UTI estão sendo ocupados por paciente com covid que NÃO SE VACINARAM, 47% das enfermarias estão sendo ocupadas também por pacientes não vacinados ou, que não concluíram o ciclo vacinal. Tudo indica que o governo outra vez, não estava preparado para esse surto, novamente poderá faltar oxigênio. Os SPAS, UBS, Hospitais e Postos de Saúde todos estão lotados, há um nível de stress absurdo, os profissionais da saúde além de conviver com medo de contrair o vírus, são obrigados a resolver problemas de superlotação, já existem casos onde esses mesmos profissionais são agredidos fisicamente e verbalmente, tenho a impressão que o governo perdeu as rédeas por completo. Vejo os esforços da secretaria de saúde, vejo a força de vontade dos profissionais da saúde que dão a vida mesmo sem receber há meses, porém, nada disso adianta se o governo não faz sua parte. Há muito tempo eu venho usando como exemplo os municípios de Rio Preto da Eva e Itamarati onde seus respectivos prefeitos Anderson Souza e João Campelo vem tratando a pandemia com prevenção, coisa que começou a ser feita pela prefeitura de Manaus, porém, sozinha é impossível reverter o quadro. Os municípios citados tem dado para população que passa por consulta médica, vitaminas c e d, além de invermectina, cloroquina, azitromicina e paracetamol e repito, tudo com recomendações médicas. Foi com essa fórmula que Rio Preto da Eva e Itamarati mantiveram o comércio aberto e pouquíssimos óbitos com relação ao covid-19, lá as pessoas tiveram a imunidade fortalecida e com a chegada da vacina a coisa ficou bem melhor. A pergunta que faço é: O governo do Amazonas não pode fazer a mesma coisa? Não pode prevenir? Será que a única solução será fechar tudo novamente outra vez? Com a palavra o “ilustríssimo” governador Wilson Lima,

Da Redação: Marcelo Generoso.

Comércio e atividades consideradas não essenciais poderão fechar as portas outra vez

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.