Manaus, 30/01/2023

Amazonas

Ataque de abelhas assusta moradores e mata animais em cidade no AM

O ataque de abelhas assustou os moradores de Parintins. — Foto: Jean Beltrão/Rede Amazônica
O ataque de abelhas assustou os moradores de Parintins. — Foto: Jean Beltrão/Rede Amazônica
24/01/2023 13h50

Um ataque de abelhas assustou moradores do bairro Santa Clara, em Parintins, município do Amazonas, na tarde de sábado (21). Galinhas e cachorros foram mortos durante o ataque do enxame.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), as abelhas são do tipo africana, conhecidas por serem uma das mais perigosas da espécie. Uma ventania derrubou o galho de uma árvore, em que os insetos haviam construído colmeias.

Por conta da ação da natureza, o enxame se espalhou e invadiu as residências da região. Vários moradores foram picados, mas sem ferimentos graves.

No entanto, diversas galinhas e um cachorro, sofreram ferroadas e não resistiram.

A aposentada Zeila Pedreno disse que conseguiu se proteger, mas perdeu uma galinha e por pouco não perdeu o cachorro de estimação durante o ataque.

“Foi um desespero. Tivemos que fechar todas as janelas e portas. Meu filho teve que fazer uma fumaça aqui. Foi quando amenizou mais”, disse Zeila.

Já o aposentado Manoel Jesus, perdeu três galinhas e não conseguiu salvar o cão da família. Ele ainda guarda os ferrões das abelhas retirados do cão e da única galinha que sobreviveu.

Apesar dos susto, nenhuma pessoa ficou ferida gravemente. O corpo de bombeiros foi acionado e realizou o procedimento para a remoção dos insetos. Por conta do risco, a colmeia precisou ser exterminada.

“O risco é potencial e pode acontecer. As abelhas não atacam de iniciativa própria. Elas sempre estão se protegendo. Para os proprietários de residências e terrenos que não estão em uso, providenciar uma limpeza, ou manutenção periódica para evitar esse tipo de proliferação”, informou o tenente Pinheiro, do Corpo de Bombeiros.

Moradores da região informaram à Rede Amazônica que o local permanece com muitas abelhas. A Secretaria de Meio Ambiente de Parintins informou que já foi notificada e vai enviar equipes para verificar o local.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente de Parintins, o terreno pertence à uma igreja do município e os proprietários já providenciaram uma manutenção no local.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.