Manaus, 05/07/2022

Geral

Centro Histórico e comunidade Indígena foram rota de conhecimento para acadêmicos de arquitetura e urbanismo

Centro Histórico e comunidade Indígena foram rota de conhecimento para acadêmicos de arquitetura e urbanismo
22/06/2022 09h30

Grandes pontos turísticos de Manaus foram palco de estudos neste semestre pelos acadêmicos de arquitetura e urbanismo da Faculdade Santa Teresa. Locais como Teatro Amazonas, Museu do Seringal, Palacete Provincial e até uma Comunidade Indígena foi local de enriquecimento no curso desses estudantes.

Para a coordenadora de arquitetura e urbanismo, Melissa Toledo, introduzir esses alunos em ambientes da história, para que possam aprender de forma mais didática é o principal ponto que se trabalha no curso.

 “As teorias são de suma importância, mas a vivência histórica de cada pedaço da nossa cidade é ainda maior, principalmente quando tratamos de patrimônio cultural, muito utilizado na arquitetura e urbanismo”, pontuou a coordenadora.

O processo de atividades de extensão se dá desde o primeiro período até o último. Nesse semestre os estudantes fizeram ainda uma visita a comunidade indígena Dessana Tukana a fim de estudar o que se antecedeu a Belle Époque e a urbanização.

Para o segundo semestre as atividades de extensão vão além dos centros históricos de Manaus, vão focar no individualismo e peculiaridade na urbanização de bairros diversos da cidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.