Manaus, 24/09/2022

Amazonas

Em Manaus, Bolsonaro pede a apoiadores que convençam ‘aqueles que pensam diferente’

Na reta final do primeiro turno, candidato à reeleição aparece atrás do ex-presidente Lula nas pesquisas de intenção de voto. Ele participou de comício e de seminário sobre a internet 5G na capital amazonense.
Na reta final do primeiro turno, candidato à reeleição aparece atrás do ex-presidente Lula nas pesquisas de intenção de voto. Ele participou de comício e de seminário sobre a internet 5G na capital amazonense.
23/09/2022 09h20

O presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição pelo PL, participou de um comício nesta quinta-feira (22) em Manaus. No evento, ele voltou a pedir para que os apoiadores conversem “com aqueles que pensam diferente” para mudar votos a favor da chapa encabeçada por ele e pelo candidato a vice-presidente, general Braga Netto.

“Peço a vocês, mais do que votar, […] conversem com aqueles que pensam diferente para mudar o seu posicionamento para o lado correto. Não queremos que amanhã aconteça com o Brasil o que atualmente acontece com a Venezuela”, disse.

Bolsonaro repete a tática da campanha de seu principal adversário, segundo as pesquisas de intenção de voto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tem buscado converter votos e a defesa do voto útil, quando eleitor abre mão de preferência e vota em candidato com mais chances de ser eleito.

A visita do candidato do PL faz parte de um roteiro do candidato por dois estados da Região Norte – Amazonas e Pará – nesta quinta. Segundo o levantamento mais recente do Ipec, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está à frente nas intenções de voto na região com 42%, ante 38% de Bolsonaro.

No Amazonas, porém, Lula registrou uma queda acima da margem de erro na última divulgação. Ele caiu de 48% para 43%. No mesmo período, o presidente Jair Bolsonaro cresceu um ponto percentual – 35% a 36%. Em 2018, o candidato do PL foi vitorioso no estado.

Críticas a Lula

Para o presidente, o próximo dia 2 de outubro, data do primeiro turno das eleições, será um “divisor entre a ordem e o progresso e a desordem e o vale-tudo para o lado de lá”.

“O momento é de extrema responsabilidade. Nós sabemos o que está em jogo no próximo dia 2 de outubro”, afirmou, acrescentando que tem “certeza” de que será reeleito no primeiro turno.

Jair Bolsonaro voltou também a dirigir ataques ao ex-presidente Lula, a quem se referiu, mais uma vez, como “bandido de nove dedos”. As críticas foram estendidas ao senador Omar Aziz (PSD-AM), que presidiu a CPI da Covid e é aliado do petista.

Bolsonaro ainda reafirmou ser contra o aborto e a legalização das drogas. Ele enfatizou aos apoiadores que “devem se empenhar” para eleger candidatos aliados às pautas caras ao bolsonarismo.

Seminário do 5G

Antes do comício, Bolsonaro participou de um seminário, também em Manaus, sobre a internet 5G, que começou a chegar às capitais brasileiras nos últimos meses.

No evento, o presidente exaltou medidas tomadas pelo seu governo.

“Criamos auxílio emergencial, criamos programas para evitar o desemprego e terminamos 2020/2021 com um saldo positivo de quase 3 milhões de empregos no Brasil”, disse Bolsonaro.

“Baixamos em 40%, aproximadamente, o preço dos combustíveis no Brasil. No mundo todo, continua muito alto. No Brasil, conseguimos dar uma certa normalizada na questão dos impostos”, completou.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.