]

Manaus, 27/07/2021

Geral

Escoteiros de Manaus retomam seus encontros no centro de Manaus

Escoteiros de Manaus retomam seus encontros no centro de Manaus
10/07/2021 18h56

O grupo de escoteiros de Manaus sediados no Colégio Salesiano Dom Bosco retomam de forma gradativa as atividades presenciais esse mês de julho. Após um longo recesso por conta da Pandemia de Covid-19 o grupo teve que suspender os encontros presenciais aos sábados a tarde no pátio da escola. Agora com o avanço da vacinação e a flexibilização dos decretos estadual e municipal, seguindo todos os protocolos de segurança a unidade escoteira retoma suas reuniões no próximo sábado, dia (24).

Para marcar esse retorno crianças, jovens e adultos participam, neste domingo (11), da primeira missa presencial da paróquia Dom Bosco onde o pároco Slawomir será homenageado por crianças integrantes do movimento. Denominados como: 39° AM Grupo Dom Bosco a unidade escoteira foi fundada em novembro de 2019 e atende cerca de 50 jovens e crianças que moram na região central da cidade e zona sul. O movimento escoteiro esta presente em mais de 216 países e territórios e é considerado a maior ONG de educação não formal do Planeta. No Brasil o movimento chegou em meados de 1910 e se espalhou por diversas capitais e cidades brasileiras. O Amazonas conta com diversos grupos escoteiros e um dos mais conhecidos é o Grupo Dom Bosco na região central de Manaus. Localizado ao lado do colégio Militar de Manaus na Av: Epaminondas, 57 no Centro zona sul da capital.

Como participar

Crianças, jovens e adultos podem fazer parte do movimento escoteiro, crianças de 6.5 anos e jovens até 21 anos, além de adultos voluntários podem realizar suas inscrições neste domingo durante a missa ou por meio do telefone (92) 98207-1066.

Sobre o movimento escoteiro

O Movimento Escoteiro foi fundado em 1907 por Robert Baden-Powell, na Inglaterra. Baden-Powell aproveitou os elementos positivos de camaradagem, iniciativa, coragem e autodisciplina presentes na sua vida militar, bem como técnicas que seriam úteis no desenvolvimento dos jovens para criar um novo movimento educacional.
A partir de saberes e habilidades que aprendeu enquanto esteve na Índia e na África, ele escreveu, em 1899, um livro chamado “Ajudas à Exploração Militar” (Aids To Scouting), que continha informações sobre seguir pistas, exploração e técnicas que se referiam à vida em campo. O sucesso foi tanto que os jovens ingleses usaram para se divertir e viver novas aventuras.
Percebendo o enorme interesse dos jovens em aprender e replicar as técnicas citadas no livro, Baden-Powell empenhou-se em adaptá-lo para ser utilizado pelas escolas britânicas. E foi assim, reunindo as experiências e as atividades ao ar livre que criou um estilo de vida que passou a ser utilizado na educação e formação dos jovens: o Escotismo.

Brownsea o primeiro acampamento escoteiro do mundo

No dia 1º de agosto de 1907, ele levou 20 rapazes para a Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, para realizar o primeiro acampamento escoteiro do mundo. Essa era a forma que B-P havia encontrado para testar suas ideias. Ao longo de oito dias, ele aplicou diversos ensinamentos sobre vida em equipe e ao ar livre, acampamentos, fogueiras, jogos, rastreamento, observação e dedução, técnicas de primeiros socorros, alimentação e boas ações. Ele havia pensado nessa diversidade de práticas para que os jovens pudessem voltar para casa mais independentes e com novas habilidades.
O acampamento foi um sucesso e, no início do ano seguinte, Baden-Powell lançou as seis edições do guia “Escotismo para Rapazes”, sem sonhar que estaria fundando o maior movimento educacional de jovens do planeta. A busca pelos manuais foi tão grande que ocasionou o surgimento de Tropas Escoteiras por toda parte. Em vista dessa inesperada expansão do Movimento, B-P afastou-se do exército e se dedicou à sua “segunda vida”, como chamava o Escotismo. Passou, então, a viajar por diversos países, para orientar a constituição e o trabalho das associações escoteiras e para fazer do Escotismo uma grande fraternidade mundial.
O Escotismo foi crescendo, ramificando-se também numa vertente para as meninas (em 1909) e, em 1920, com o fim da Primeira Guerra Mundial, reuniu cerca de 8 mil jovens em Londres para o primeiro Jamboree Mundial, o maior evento escoteiro do mundo até então.

 

 

 

Texto e Fotos: Fábio Costa