Manaus, 29/01/2023

Cultura e Entretenimento

“Experiência Flutuante”: Circo Caboclo realiza espetáculo acrobático aéreo em Manaus

“Experiência Flutuante”: Circo Caboclo realiza espetáculo acrobático aéreo em Manaus
30/11/2022 14h00

A companhia Circo Caboclo promove a “Experiência Flutuante – Espetáculo acrobático”, no início do próximo ano, em Manaus. O projeto é uma proposta artística que mescla acrobacia, a dança, a música e a atuação em cena. É uma apresentação com números de acrobacia de solo, acrobacia aérea, manipulação e números de equilíbrio.

No elenco, estão os acrobatas Jean Winder e Laís Silva, na música Cícero Benedito e Alexandre da Amazônia, iluminação de Daniel Ferrat, com a produção de Amanda Magaiver e Yure Lee. Com o apoio da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), do Programa de Dança Atividades Circenses e Ginástica (Prodagin) e com o patrocínio do Banco da Amazônia.

O espetáculo circense é composto de acrobacias aéreas em conjunto com a música ao vivo, com o objetivo de trazer sensações diferentes e emocionar a plateia.

“A característica diferencial desse espetáculo é a proposta de investigação cênica, os artistas envolvidos estão dispostos a investigar e a gerar um material tendo como base a acrobacia. Isso é algo importante e novo em Manaus, onde não temos essa cultura de investigação acrobática ao nível de experimentos cênicos por várias questões, por conta de espaço ou de políticas públicas que tornem isso viável”, explica o acrobata Jean Winder, formado pela Escola Nacional de Circo, e pela Universidad Nacional de San Martín (Buenos Aires).

Jean aponta que o espetáculo vai surpreender e ser, com certeza, uma experiência memorável para a plateia. “A nossa maior recomendação é que o público venha curioso e disposto a se divertir porque eu tenho certeza de que é isso que acontecer. Todo mundo vai ficar bem impressionado e contente assim que absorver a proposta por estar vendo assim esse tipo de conteúdo pessoalmente.”

Experiência circense

A acrobata Laísa Silva atua como professora de balé e, na arte circense, se arrisca realizando atividades aéreas em aparelho e tecido, se dedicado para realizar as atividades artísticas com perfeição, mas garante que são realizadas com proteção. “Eu comecei fazendo tecido acrobático, então conheci a Lira (aparelho circense em arco para modalidade aérea), apesar de realizarmos uma arte que precisa ter cautela e realizar os movimentos com perfeição, estou ansiosa para a apresentação”, relata.

A apresentação “Experiência Flutuante”, da cia Circo Caboclo, ficará marcada com a estreia de Laísa nos palcos com a modalidade circense aérea.

“Tenho certeza de que esse espetáculo vai encantar e que as pessoas vão gostar porque está sendo incrível todo esse processo tanto para mim quanto para as outras pessoas participando da construção dele.”

Espetáculo circense com música

A “Experiência Flutuante” conta com um proposta musical mescladas as performances artísticas. Ao lado Alexandre da Amazônia, o músico Cícero Benedito conta que as músicas buscam fazer uma unicidade entre o urbano e o natural.

“Nós visamos criar as músicas a partir de instrumentos variados, alguns deles sendo indígenas, por exemplo, e outros com mais contemporâneos, como a guitarra, o baixo e bateria, juntos a esses instrumentos temos também flautas. O intuito é ir atrás de uma percussividade, buscamos um canto mais feroz, trazer essa perspectiva dessa construção entre um ponto e outro”, afirma.

“Na música buscamos trazer essa dimensão da sensação, dessa flutuação entre um ponto e outro, de uma liberação, de tensão e um relaxamento pautado pela construção artística que todos nós buscamos trazer para esse espetáculo”, disse Cícero.

Cia Circo Caboclo
O projeto “Experiência Flutuante – Espetáculo acrobático” é realizado pela cia Circo Caboclo. Criada em 2017, a companhia de artes se dedica à investigação e produção artística por meio da linguagem circense, na cidade de Manaus.

Fundada pelo artista amazonense Jean Winder, a cia Circo Caboclo propõe estabelecer e produzir processos artísticos entre profissionais latino-americanos e ressignificar “fronteiras” por meio da arte e da tecnologia. Mais detalhes da companhia no Instagram: @circocaboclo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.