Manaus, 20/04/2021

Geral

Faculdade em Manaus abre inscrições para escuta terapêutica

Faculdade em Manaus abre inscrições para escuta terapêutica
02/04/2021 14h00

A Faculdade Santa Teresa (FST), em Manaus, está com inscrições abertas para agendamento no serviço de “Acolhimento Psicológico”, que funciona como uma escuta terapêutica, de forma pontual.

A ação é direcionada à comunidade em geral e os interessados podem se inscrever no link  https://forms.gle/NC9x3gVeij5Ljg9T8 . O atendimento será realizado de forma online, todas as terças-feiras e sábados, iniciando no dia 13 de abril.

A coordenadora de Psicologia da Santa Teresa, Juliana Borges, explica que o atendimento será conduzido por um psicólogo, que é professor da instituição e um estudante do curso. No ato do agendamento, a pessoa preenche um cadastro e, ao final do processo, recebe as informações do dia e hora do atendimento. Cada sessão terá duração média de 40 minutos.

O que é escuta terapêutica?

Segundo a coordenadora, o serviço de escuta terapêutica tem um papel primordial e necessário no desenvolvimento do aprendizado do aluno, pois eles têm a oportunidade de  vivenciar na prática o conhecimento adquirido durante o curso e ao mesmo tempo, prestam serviço psicológico à comunidade.

Ela diz que cada vez mais pessoas estão apresentando “sofrimento psicológico”, muitos sentem-se inseguros, com medo, tem dificuldades em manter o sono. “Existem ainda casos mais graves de pessoas que desenvolvem quadros clínicos com episódios de síndrome do pânico, manifestação da ansiedade, quadros depressivos, dentre outras patologias que vem preocupando os psicólogos”, ressaltou.

Forma agravada

De acordo com Juliana Borges,  alguns sintomas estão sendo manifestados de forma mais agravada durante a pandemia de coronavírus. Por isso, muitas pessoas vêm buscando por serviços de atendimento psicológico com objetivo de tentar compreender e amenizar o que sentem. “Desta forma, o curso de Psicologia da Santa Teresa com intuito de contribuir para  uma  melhor qualidade de vida à comunidade oferece o serviço”, frisou.

A proposta do serviço é ser um espaço para que as pessoas sejam ouvidas e acolhidas. “Não é uma terapia psicológica, pois isso exigiria um tratamento a médio e longo prazo. A ideia é ser um canal para que as pessoas compartilhem suas necessidades”, destacou.

via assessoria