Manaus, 31/05/2023

Brasil

Homem é preso suspeito de matar e beber sangue da vítima

Homem é preso suspeito de matar e beber sangue da vítima
16/05/2023 13h40

A Polícia de Minas Gerais (PCMG) prendeu nesta segunda-feira (15), em flagrante, um rapaz de 22 anos suspeito de matar outro homem, de 44, na cidade de Bom Despacho, na região centro-oeste do estado (cerca de 160 quilômetros da capital Belo Horizonte) durante a madrugada. De acordo com as investigações, o crime foi provocado por discussões antigas entre os envolvidos e cometido com alto grau de violência.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi encontrada com ferimentos de faca, com o crânio esfacelado e com diferentes queimaduras espalhadas pelo corpo. A suspeita é de que o criminoso tenha cometido o homicídio em um ritual. De acordo com o relato das testemunhas, o suspeito teria ingerido o sangue do homem de 44 anos após praticar o crime.

O rapaz de 22 anos foi encontrado escondido na casa da irmã, na mesma cidade, no bairro São Vicente. Ele foi preso em flagrante. Com o suspeito, os policiais também apreenderam um celular, que seria da vítima. Após o homem ser autuado, os agentes foram à casa onde ele morava com a mãe. No local, encontraram roupas sujas de sangue e a faca que teria sido usada no assassinato.

Segundo o delegado à frente do caso, Rodrigo Noronha, o suspeito já havia tentado tirar a vida da vítima em outra situação, e com o uso de uma foice. O incidente, porém, não foi registrado, mas foi um indicativo de premeditação, de acordo com Nogueira.

– Diante dos fatos, o indivíduo foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Bom Despacho, onde foi autuado por homicídio triplamente qualificado e encaminhado ao sistema prisional – informou a polícia em nota.

As investigações continuam em andamento na delegacia da cidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.