Manaus, 19/06/2021

Brasil

Mulher é impedida de tomar vacina porque CPF foi usado em SP

Mulher é impedida de tomar vacina porque CPF foi usado em SP
11/06/2021 11h10

Uma moradora de São Sebastião com comorbidades e de 59 anos viu o sonho de ser vacinada contra a Covid-19 se tornar um pesadelo após fraude com sua documentação. Maria Luzia Moreno Ferreira esperou entrar na prioridade, fez o cadastro no site da Secretaria de Saúde, agendou a data, mas quando chegou ao posto, a surpresa: uma pessoa havia usado o CPF dela para se vacinar no interior de São Paulo.

Maria Luzia levou um susto quando foi informada pela enfermeira e chegou a passar mal, pois é hipertensa. “Ela disse em voz alta: ‘Dona Maria Luzia? A senhora já foi vacinada em São Paulo, em 25 de maio. Tomou a D1’. Eu levei um susto e disse que nem do DF eu saí”, contou a diarista.

Diante da confusão, a enfermeira que aplicava as doses no posto de saúde de São Sebastião fez um relatório para que a diarista registrasse um boletim de ocorrência na delegacia. Além disso, orientou a mulher a abrir um chamado na Ouvidoria do GDF por meio do 162.

Maria Luzia fez todos os procedimentos. Em 7 de junho, registrou boletim de ocorrência na 30ª Delegacia de Polícia e abriu o chamado na Ouvidoria. Ela foi informada de que a primeira resposta sobre o caso, que está em apuração interna, será dada em 20 dias.