]

Manaus, 24/01/2022

Cultura e Entretenimento

O Instituto Amazônia em Coro apresentará a cantata de Natal, no sábado, com entrada franca

O Instituto Amazônia em Coro apresentará a cantata de Natal, no sábado, com entrada franca
17/12/2021 12h00

O Coral Comunitário  do Instituto Amazônia em Coro, com suas 60 vozes, estará  apresentando a Cantata “Noite de Milagres”, de John Peterson, na próxima sábado,  18, às 20h, no Parque Rio Negro, Orla do São Raimundo, zona Oeste.

“A cantata foi escolhida a dedo, se chama ‘Noite de Milagres’, pois estamos celebrando a vida, o Natal é um milagre, o nascimento de Jesus é um milagre, foi anunciado por anjos, então estamos celebrando o Natal, mas a vida também, neste momento de pandemia todos os cantores perderam parentes, perderam amigos, mas nós estamos celebrando a vida”, explica o idealizador do projeto, maestro Zacarias Fernandes.

O  Instituto Amazônia Coro é uma associação cultural com objetivo de criar coros comunitários e divulgar o canto coral na região Norte do Brasil. Atuando intensamente desde 2018, quando o maestro Zacarias Fernandes sai do Coral do Amazonas e se dedica em viajar o Norte do país,  capacitando pessoas para a prática do canto coral, muitas dessas que não teriam a capacidade financeira para estudar a técnica vocal e participar de um coral. O projeto visa ser de inclusão social. Essa é a terceira cantata do Amazônia em Coro em Manaus, a exemplo dos coros dos estados do Acre, Rondônia e Pará.

A cantata terá duração de quarenta (40) minutos e terá participação de alguns solistas.

A direção musical e regência será do renomado maestro, Zacarias Fernandes, que foi regente do Coral do Amazonas mais de 20 anos e terá no acompanhamento, o pianista maestro, Moisés Rodrigues.

Serviço:

O que é: Cantata de Natal
Quando: 18 (sábado), 20h
Onde: Parque Rio Negro, Orla do São Raimundo
Quanto: entrada franca

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.