]

Manaus, 02/12/2021

Cidade

PC-AM apresenta balanço da Operação Vetus 2, voltada à apuração de crimes contra a pessoa idosa

PC-AM apresenta balanço da Operação Vetus 2, voltada à apuração de crimes contra a pessoa idosa
18/11/2021 20h30

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), apresenta o balanço da Operação Vetus 2, deflagrada com o objetivo de apurar crimes contra a pessoa idosa. A ação, que foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), teve início no dia 15 de outubro e foi finalizada nesta quinta-feira (18/11).

 

A operação também contou com o apoio da Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi) e da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Nesta manhã, um homem de 34 anos e uma mulher, de 46, foram presos em flagrante pelos crimes de apropriação de bens, abandono de incapaz e maus-tratos. As prisões ocorreram nos bairros Compensa e Aleixo, zona centro-oeste e centro-sul.

 

De acordo com a delegada Andrea Nascimento, titular da DECCI, contou que, nesta fase da operação, foram realizadas diversas ações de repressão e prevenção a crimes contra idosos em locais distintos da capital amazonense. Entre as atividades desempenhadas, foram feitas diligências domiciliares, orientações e panfletagem pela cidade, para conscientizar sobre o combate à violência contra idosos.

 

“Durante as diligências domiciliares, efetuamos a prisão de duas pessoas. O homem abandonou o pai, de 74 anos, em um hospital e vendeu o veículo do idoso pelo valor de R$ 33 mil, e não reverteu o dinheiro à vítima. A outra autora foi presa por maus-tratos e negligência, praticados contra seu cunhado, um idoso de 65 anos”, informou o delegado.

 

A autoridade policial relatou ainda que, durante a ação, uma idosa de 72 anos foi resgatada. Ela estava sendo vítima de violência psicológica e apropriação de bens, praticadas pelo seu marido.

 

A secretária executiva adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), Luciana Viana, destacou que o intuito da ação foi conscientizar a população sobre esses crimes. “Essa população precisa de um amparo especializado. Neste sentido, a operação se mostra necessária para o bem dessas vítimas, que passam por algum tipo de violência”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.