]

Manaus, 24/01/2022

Polícia

PC-AM prende dois homens por crime de estelionato praticado em São Gabriel da Cachoeira

PC-AM prende dois homens por crime de estelionato praticado em São Gabriel da Cachoeira
04/01/2022 15h40

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus), cumpriu dois mandados de prisão preventiva em nome de Gean Barreto Basilio, de 31 anos, e Aristóteles Neto Solano Penha, 29, pelo crime de estelionato praticado naquele município.

 

Aristóteles foi preso em 20 de dezembro de 2021, na rua Quintino de Sá, bairro Padre Cícero, já a prisão de Gean foi realizada nesta segunda-feira (03/01), na avenida Castelo Branco, bairro Centro, em São Gabriel da Cachoeira.

 

De acordo com o escrivão de polícia Celso Delgado, gestor interino da DEP, Gean divulgava que comercializava combustível mais barato que os demais postos de combustível daquele município, e isso despertou o interesse dos indígenas que residem em comunidades longínquas da sede do município.

 

“Ele solicitava que o pagamento fosse adiantado e pedia para as vítimas aguardarem em um local combinado, porém não retornava. Dessa forma, ele fez quatro vítimas, que tiveram prejuízos de R$ 1,5 mil. Gean também oferecia armas de fogo de caça para venda, pegava o dinheiro adiantado e não entregava o armamento, além de emprestar motocicletas e vender sem o consentimento dos proprietários, causando prejuízo estimado em R$ 6 mil”, detalhou o gestor.

Já Aristóteles anunciava que conseguia empréstimos para aposentados por meio de uma financiadora com sede na cidade de São Paulo, sem burocracias. Ele também solicitava pagamento adiantado, mas o empréstimo não se concretizava.

 

“No começo das tratativas, ele solicitava às vítimas um adiantamento em dinheiro, de acordo com o empréstimo solicitado por elas. O valor variava de R$ 500 até R$ 2 mil. Após receber esses valores, Aristóteles desaparecia, o que causou prejuízo de aproximadamente R$ 30 mil”, contou Celso.

 

Ordem judicial – A ordem judicial em nome de Aristóteles foi expedida no dia 4 de novembro de 2021, e a de Gean decretada em 22 de dezembro do mesmo ano, pelo juiz Manoel Átila Araripe Autran Nunes, da Comarca de São Gabriel da Cachoeira.

 

Procedimentos – Aristóteles e Gean responderão por estelionato e permanecerão custodiados na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.