Manaus, 30/01/2023

Geral

PC-AM prende homem investigado por descumprimento de medida protetiva e ameaça de morte contra mãe

PC-AM prende homem investigado por descumprimento de medida protetiva e ameaça de morte contra mãe
14/12/2022 09h28

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 2° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) sul-oeste, efetuou, nesta terça-feira (13/12), por volta das 7h, a prisão de Ayrton Cleyton Gadelha, de idade não revelada, pelos crimes de descumprimento de medida protetiva e ameaça contra a sua genitora. O indivíduo também estava sendo investigado por tráfico de drogas.

 

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular do 2° DIP, que também está respondendo interinamente pela DECCM sul/oeste, o infrator estava sendo investigado por tráfico de entorpecentes, após várias denúncias serem realizadas contra ele, por meio do 181, disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).

 

“Com base nas denúncias, representamos à Justiça por um mandado de busca e apreensão para ele, que foi concedido pelo Poder Judiciário. Paralelamente, Ayrton também estava sendo investigado pela DECCM por ameaças contra a sua mãe”, relatou Elizabeth.

 

A autoridade policial relembra que o indivíduo já havia sido preso, em flagrante, no sábado (10/12), por ameaças à sua mãe, ocasião em que foi solicitada uma medida protetiva de urgência para ela, em desfavor dele.

 

No entanto, na segunda-feira (12/12), o autor retornou à residência de sua mãe e a ameaçou de morte novamente. Dessa forma, tendo em vista o descumprimento da ordem judicial, as equipes seguiram em busca dele e efetuaram sua prisão.

 

Procedimentos

 

Ayrton responderá por descumprimento de medida protetiva e ameaça. Ele será encaminhado à audiência de custódia onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.