Manaus, 20/06/2021

Amazonas

Prefeitura abre inscrições ao ‘Prêmio Literário Cidade de Manaus 2021’

Foto: Divulgação / Concultura
Foto: Divulgação / Concultura
07/05/2021 09h00

O lançamento da 10ª edição do Prêmio Literário Cidade de Manaus 2021, realizado pela Prefeitura de Manaus no espaço Casarão Cassina, na quinta-feira (6/5), abre o prazo de inscrição até 23 de junho, e reuniu no centro histórico, escritores, professores e alunos em um sarau promovido pelo Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). A participação no concurso será totalmente digital pelo https://concultura.manaus.am.gov.br/premio-literario e tem o objetivo de revelar novos talentos locais e nacionais. A premiação será em dinheiro.

O edital nº 01/2021 do prêmio está disponível no https://concultura.manaus.am.gov.br/premio-literario. Basta clicar para ter acesso ao calendário, à lei que rege o prêmio, ao formulário de inscrição e para sanar dúvidas.

O presidente do Concultura, Tenório Telles, deu o crédito por mais uma ação cultural e social ao prefeito de Manaus, David Almeida, preocupado em gerar oportunidades aos artistas, que têm sofrido fortemente os efeitos da pandemia que se prolonga de forma temerosa, atingindo as famílias e a produção cultural.

Ele falou da importância dos prêmios literários citando o caso, e um dos maiores exemplos da nossa literatura, o poeta Luiz Bacellar, com sua conhecida obra “Frauta de Barro”, que venceu o prêmio Olavo Bilac, da Prefeitura do Rio de Janeiro, em 1956, e teve como jurados Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade, que recomendaram Bacellar como uma grande revelação e promessa da literatura brasileira, indicação que se confirmou ao longo da brilhante e produtiva carreira do autor.

O presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, ressaltou a parceria consolidada entre a fundação e o Concultura, na realização de projetos e programas, que visam o desenvolvimento cultural do município.

“Contamos com o apoio irrestrito do prefeito David Almeida, para a realização de projetos e ações importantes como a Aldeia da Memória Indígena e o Farol do Conhecimento, um raio de ação que abrange desde a ancestralidade até as novas gerações”, declarou.

 

Sarau

 

O evento de lançamento teve como atrações artísticas três jovens músicos do Projeto Curumim na Lata, que existe há 16 anos na zona Leste e do Centro Municipal de Artes e Educação (Cmae) Aníbal Beça, criado e regido pelo professor Carlos Valdez. Os convidados executaram o “Hino Nacional Brasileiro” com arranjos especiais em seus instrumentos feitos de latas e tambores de metais.

O estudante Júlio César Alecrim Leal, 10 anos, da escola municipal Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, bairro Presidente Vargas, recitou o poema “A Janela Encantada”, do poeta amazonense Thiago de Mello. O ator Leonardo Novelino, gestor do museu da Cidade de Manaus, fez uma performance artística recitando poemas das autoras amazonenses Violeta Branca e Astrid Cabral e encerrou o evento com o poema “José”, de Carlos Drummond de Andrade, seguido da interpretação cantada por Higor Filho.