Manaus, 14/05/2021

Cidade

Serviço de emissão de declaração de óbito em domicílio registra 700 atendimentos em 2021

Serviço de emissão de declaração de óbito em domicílio registra 700 atendimentos em 2021
26/04/2021 22h40

O Centro de Emissão de Declaração de Óbito por Causa Natural em Domicílio (Cedo), da Prefeitura de Manaus, atingiu a marca de 700 atendimentos somente este ano. O número representa 38% a mais do total realizado no ano passado, quando o Cedo emitiu 431 declarações de óbitos. Implantado no dia 18 de maio de 2020, o serviço atende exclusivamente a emissão de Declaração de Óbito em casos de morte em domicílio por causa natural, quando o óbito ocorre por uma doença, geralmente relacionada com idade mais avançada.

Conforme o chefe do Centro de Emissão de Declaração de Óbito, o farmacêutico Arlindo França, o serviço, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), foi implantado em maio do ano passado, quando houve um aumento no número de mortes por causa natural em decorrência da Covid-19, complementando o serviço executado pela rede estadual.

“Na ocasião, o município de Manaus inovou, disponibilizando o serviço em domicílio. Este ano, conforme orientação do prefeito Davi Almeida, houve ampliação dos horários e dias da semana para o atendimento. Isso permitiu acolher as solicitações da população, mesmo com a alta demanda gerada pelo aumento de casos e óbitos por Covid-19, no início deste ano”, explica Arlindo.

Atendimentos

Em 2021, do total de 700 atendimentos, 341 foram confirmados tendo a Covid-19 como causa do óbito; 46 como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); um com suspeita de Covid-19 (aguardando resultado laboratorial); e 312 por outras causas (doenças relacionadas a comorbidades como diabetes, obesidades, pneumopatias, hipertensão, câncer e doenças cardiovasculares, renais e neurológicas).

Em 2020, dos 431 atendimentos realizados pelo Cedo, 35 foram confirmados para Covid-19; 62 atendimentos como SRAG; e 334 por outras causas.

Segundo as informações do Cedo, a principal faixa etária de registro na emissão de declaração de óbito, nos atendimentos realizados este ano, é a de 60 a 79 anos (256), seguida da faixa etária de 80 a 89 anos (172), de 40 a 59 anos (138) e de 90 anos ou mais (104).

“É importante destacar que são dados dos atendimentos realizados pelo Cedo, que não incluem o total de dados de mortes por Covid-19 em Manaus, já que o serviço municipal não é responsável pela emissão de declarações de óbitos em hospitais ou serviços de pronto atendimento”, esclarece Arlindo.

Serviço

A solicitação para o serviço do Cedo deve ser feita pelo telefone (092) 98842-8437. A partir desse primeiro contato, a família recebe todas as orientações para a sequência do atendimento, inclusive para apresentar receitas, exames e laudos médicos, ou outro comprovante no caso de doença crônica pré-existente, o que vai ajudar na definição de causa básica de morte. A Semsa também realiza a coleta do material para o exame RT-PCR em 100% dos atendimentos, que é o exame padrão para o diagnóstico da Covid-19.

“Após a solicitação por telefone, uma das equipes, formada por médico, técnico de patologia e técnico de necropsia, segue até o domicílio, para realizar os exames e a emissão da declaração de óbito”, informa França.

A família também deve providenciar um Boletim de Ocorrência do óbito e apresentar documento de identidade legível e com foto (da pessoa morta e do responsável familiar), o cartão SUS e comprovante de residência.

Com a emissão da Declaração de Óbito, a família pode fazer contato com os serviços funerários de sua preferência ou solicitar os serviços do SOS Funeral Municipal, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica.

Atualmente, o serviço funciona de segunda-feira a domingo, das 8h às 18h. “Essa é a programação oficial de atendimento, mas a Prefeitura de Manaus amplia o período de atuação das equipes, de acordo com a necessidade identificada no monitoramento do registro de casos de Covid-19”, garante Arlindo França.

— — —