Manaus, 30/11/2023

Brasil

Polícia prende homem suspeito de abater animais da ex

Polícia prende homem suspeito de abater animais da ex
21/11/2023 16h45

Nesta segunda-feira (20), a Polícia Civil de Goiás prendeu um homem suspeito de matar os animais da ex-companheira e enviar as fotos como ameaça. Ele foi localizado na Rodoviária de Luziânia, no entorno do Distrito Federal.

O homem também é suspeito de agredir a vítima, queimar as roupas dela. A prisão em flagrante foi efetuada pelos crimes de ameaça, injúria, dano e maus-tratos aos animais. As informações são do site da Polícia Civil do Estado de Goiás.

Por conta da gravidade dos fatos, foi feita uma representação em prol da conversão da prisão em flagrante por preventiva. A ação da polícia ocorreu por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais e Grupo de Repressão a Narcóticos de Luziânia – 5ª DRP, após denúncia relacionada a violência doméstica e familiar envolvendo um investigado de 45 anos contra uma mulher de 47.

Em entrevista ao G1, o delegado Rony Loureiro relatou que, enquanto a mulher registrava uma ocorrência, o homem começou a mandar mensagens pelo WhatsApp com fotos dos animais de estimação. Ele dizia que, se ela não respondesse suas mensagens, ele iria matar os animais.

– A mulher relatou que, desde o último sábado, após receber ameaças do companheiro, se afastou dele. Desde então, ele vem tentando contato e só hoje que ela permaneceu online no WhatsApp. O suspeito percebendo, começou a mandar mensagens e fazer ligações persistentes. Como a vítima não atendeu, para forçá-la a ter um contato, ele ateou fogo nas roupas dela. Ele abateu o coelho (de estimação), que inclusive ajudava a vítima no tratamento de depressão. Além disso, matou duas calopsitas que pertenciam à vítima. Primeiro, o suspeito mandava fotos dos animais vivos e depois dos animais mortos – disse Loureiro.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.